SOS SIDA
"Posso apanhar sida com um beijo na boca ?"
                                                     Nuno, 17 anos, Lx
                   
Resposta: Como reagias, se aquele rapaz maravilhoso que acabaste de conhecer, e que te apetece começar imediatamente a beijar na boca, se voltasse para ti e dissesse: "Olha, antes que façamos qualquer coisa, de que nos possamos vir a arrepender, é o meu dever informar-te que sou seropositivo " ?
O mais provável, é que tenhas alguma dificuldade em responder a esta pergunta, pois, as informações que circulam por ai sobre os possíveis contágios desta doença são, no mínimo, contraditórias, e só conseguem aumentar ainda mais a nossa confusão e encher-nos de duvidas. Afinal, podemos ou não podemos beijar alguém na boca sem correr o risco de ser contagiado com o vírus da sida ?
Os estudos dizem «que sim», embora já tenham sido detectados alguns casos de pessoas que foram infectadas através do chamado "beijo molhado". Mas para isto acontecer, o vírus tem de entrar em contacto com o sangue durante o beijo. Por isso, se não tiveres nenhuma ferida na boca, nem aftas, podes beijar um sero-positivo na boca á vontade que o máximo que te pode acontecer é ficares completamente apaixonado por ele.

           "E se o preservativo se romper ?"
Resposta: Tudo é possível. Mas se este se encontra dentro do prazo de validade, e for utilizado de forma correcta, não existe razão nenhuma para que tal aconteça. A confirma-lo, está o facto de não existirem muitas queixas nesse sentido. Os preservativos actualmente á venda no mercado são bastante resistentes e estão preparados para todo o tipo de embates... Só não são é á prova de unhas, por isso tem muito cuidado quando o colocas no sitio. E que não te passe pela cabeça usar, ou permitir, que o teu parceiro use, a saliva para substituir o gel. Lembra-te sempre, que o gel fabricado á base de água é o único lubrificante que podes usar sem perigo.

            "Posso namorar um sero-positivo
                            sem risco ?"
Resposta: Alguns homossexuais, são capazes de fazer sexo sem preservativo com alguém que não sabem se está ou não infectado com o vírus da sida, mas recusam-se a fazer sexo seguro com alguém que saibam ser sero-positivo.
Outros, igualmente promíscuos, só usam preservativo durante a penetração, e praticam sexo oral de forma indiscriminada, inclusive, com prostitutos, mas, jamais, com alguém que saibam ser sero-positivo.
Para estas pessoas, a preocupação e o medo de contrair o vírus da sida, só existe verdadeiramente, quando sabem estar perante alguém infectado...
Como a maioria dos sero-positivos não costuma revelar que têm a doença, o mais provável é que a maioria dos gays já tenha tido relações sexuais com alguém infectado. E quem nos garante, que um dos nossos ex. namorados tb não era sero-positivo e não o confessou por medo da nossa reacção ? O mesmo se pode passar com o nosso namorado actual... Mas não há razão nenhuma para entrares em pânico. A menos... que não estejas a fazer sexo seguro!
Como vês, não existe nenhuma razão valida para teres receio de manter um romance com alguém seropositivo, desde que pratiquem sempre sexo seguro, porque queiras quer não, estás sempre sujeito a faze-lo sem o saberes... E, é sempre mais seguro sabe-lo. 


Regressar á página inicial